Visita à fábrica da Círculo - transformando matéria prima em material para construir sonhos

Ontem eu fui fazer uma visita à fábrica da Círculo!! Eu sei que este é um sonho de vários artesãos e em especial dos que fazem crochê assim como eu, por isso quero mostrar para vocês algumas fotos (sei que todos querem ver), mas mais do que isso, quero contar sobre o que senti... ah! E como senti!
Visita à fábrica da Círculo
Visita à fábrica da Círculo

Vou começar o relato sobre a visita à fabrica da Círculo, com o resumão maravilhoso que a amiga Rosimar (que foi no mesmo grupo de 'excursão') fez  e eu estou só dando uns pitacos pra explicar melhor pra vocês:

1- Carro da Sam ferveu e ela e a Cris (eu) atrasaram uns 20 min. Foram vaiadas. (sim, fomos vaiadas, por uma pequena parte das pessoas que nunca tiveram um imprevisto na vida...)
2- Tivemos que trocar de ônibus, pois faltou lugares. (não afetou em nada a maravilha que foi) Obrigada Armarinhos Safira por ter organizado essa visita à fábrica da Círculo

Obs: a farra foi boa!

Visita à fábrica da Círculo

3- Pegamos a estrada, com sono, pois 3 de nós madrugaram e ficaram mandando mensagens.(e as outras tiveram que acordar de madrugada para estar lá antes das 6h50)
Visita à fábrica da Círculo4- Chegamos e logo fomos almoçar (almoço oferecido pela Círculo, farto e gostoso). Antes ficamos numa sala confraternizando e o diretor, senhor  José Altino, um querido, veio conversar conosco.


5- Começou a visita à fábrica da Círculo.
Uma de nós foi de cadeira de rodas sendo empurrada. Parecia uma princesa. (sim, eles se preocupam com os que tem alguma dificuldade e nós tivemos pessoas maravilhosas para empurrar a cadeira e pudemos ter a companhia maravilhosa da nossa Adri)
Gente, foram duas horas andando dentro da fábrica com protetor de ouvido e máscara. (É quente e barulhento, como em qualquer indústria. Mas também é mágico)
Depois de todas mortas (com farofa) veio o lanche. Cuca com café. Maravilhoso (e também oferecido por eles e ainda ganhos brindes!)
6- Embarcamos e fomos até a cidade de Ilhota comprar lingerie. A mulherada ficou louca.
7- Voltamos e chegamos em Curitiba lá pelas 22:30. (a fábrica da Círculo fica em SC)

Moral da história:
A gente vem da fábrica deslumbrada, vendo o trabalho que dá para fazer um novelo de fio.
Achando muito barato o preço de um novelo.
Ah os funcionários todos muitos carinhosos.
Orgulho de uma empresa destas ser brasileira.

Obrigada Rosimar pelo resumão tão claro e gostoso!

Agora quero falar pra vocês sobre sentimentos! Também vou contar alguns detalhes (que outra amiga que não pode ir, quer saber e aposto que vocês também!) da visita à fábrica da Círculo.

Nossa visita à fábrica da Círculo

Nunca fui numa empresa tão acolhedora! Desde a chegada até o momento de ir embora, a nossa visita à fábrica da Círculo foi extremamente acolhedora! 
Os funcionários são super, super agradáveis. Todos, tanto na recepção ao grupo, quando os funcionários (os chamados chão de fábrica) sempre sorridentes e solícitos.

Visita à fábrica da Círculo
Esperando o almoço 
Chegamos tarde por causa de alguns imprevistos (como já citei acima) e ficamos em uma sala, para aguardar o horário do almoço. A equipe de marketing veio nos recepcionar. Conversaram conosco, tiraram dúvidas e então chegou um senhor... O diretor da fábrica! O que é aquela pessoa? 

Conhecendo o diretor na visita à fábrica da Círculo

O senhor José Altino é um querido! Pessoa simples e acessível. Não ficou enfeitando o pavão. Nos contou um pouco sobre os quase 80 anos da empresa, sobre o dia a dia, as dificuldades que surgem e nem imaginamos, o quanto se importam com os cliente diretos (lojas e armarinhos que vendem seus produtos) e com o cliente final (nós).
Não foi uma palestra chata, foi um papo agradável com alguém que parece que já conhecemos a um tempão.

Então fomos almoçar, no refeitório dentro da fábrica. Comida tipo "caseira", mas farta e gostosa.

Finalmente a visita à fábrica da Círculo (como se faz os fios) começou!

Antes de começar a visitação propriamente dita, fomos apresentados à equipe de segurança do trabalho, que nos passaram instruções bem claras e que são seguidas à risca para evitar acidentes.
Se você for fazer essa visita à fábrica da Círculo, não esqueça de ir de sapato fechado e levar um prendedor de cabelos. Isso é imprescindível.

Visita à fábrica da Círculo
Funcionários super acolhedores da Círculo
Recebemos protetores auriculares (tapa ouvidos para minimizar o barulho e proteger a audição) e os que quiseram (eu por exemplo) máscaras também. Não pode levar bolsa ou celulares para dentro da fábrica e não é permitido fotos (por isso você não vai vê-las aqui)

Visita à fábrica da Círculo
Material de segurança que recebemos
Fomos divididos em grupos de 10 pessoas e cada grupo era ciceroneado por um funcionário da fábrica. Pessoas que não fazem só isso, mas tiram um tempo do seu trabalho para nos apresentar o dia a dia dessa fábrica de sonhos.

A fábrica é enorme! Os equipamentos vão desde os muito avançados até alguns bastante antigos.

Passamos por todas as etapas, vendo (e quase nunca tocando) no algodão ou fibra acrílica desde a chegada à fábrica, em seu estado mais rústico até que essa matéria prima se transforme nos lindos fios que usamos (Anne, Duna, Batik, Barroco...)


Não vou descrever passo a passo esse caminho (foram duas horas) porque acredito que ia ficar chato, mas de um,um não, milhões, de floquinhos de algodão ao fio acabado que você compra, posso te garantir que dá um trabalhão.
Um trabalhão que é feito por pessoas, que ficam expostas (sim, tem um contingente enorme de outras pessoas se preocupando com isso mas ficam) ao barulho, ao cheiro forte, a 'poeira' do algodão voando...

É mágico ver como o algodão se transformar no nosso sonho de consumo!

Os funcionários cicerones são uns amores! Explicam cada detalhe do processo. Não podemos colocar as mãos (apesar de dar vontade e alguns não resistirem) em quase nada, pois os fios passam por muitos processos químicos e podemos correr riscos de no mínimo alergias. Nos contam tudinho, desde a escolha da matéria prima, que passa por vários processos de inspeção e certificação antes de começar a produção, até o empacotamento e armazenamento dos novelos.

Não posso deixar de te contar que eles se preocupam com os jovens e pessoas com deficiência, têm um departamento para eles trabalharem com mais conforto.

Pudemos fazer perguntas, e apesar de já conhecer o processo na teoria, ver cada pessoa ali fazendo os fios, a dedicação, o carinho... Vejo com outros olhos meus novelos a partir de agora.

Voltamos à primeira sala onde tivemos um lanche M A R A V I L H O S O com café, leite, água e Cuca (um doce / bolo /pão não sei bem rs) incrível de bom!

Na fábrica não tem onde você comprar novelos ou qualquer outro material fabricado ou vendido pela Círculo. Não querem concorrer deslealmente com as empresas que nos vendem os produtos.

Todos ganhamos brindes, a sacola vermelha tão conhecida nossa, com um novelo Anne (cores aleatórias), uma agulha e uma revista Círculo.

Após uma foto da equipe da fábrica da Círculo, nos despedimos.

Foi um dia cheio e incrível.

Mais algumas fotos deste dia especial!

Visita à fábrica da Círculo

Visita à fábrica da Círculo
Este lindo buque fica na recepção da fábrica

Visita à fábrica da Círculo

Visita à fábrica da Círculo

Literalmente, a visita à fábrica da Círculo nos mostra como se transforma matéria prima em material para construir sonhos.

Espero que eu tenha conseguido passar um pouco da magia deste lugar para você.

Você também quer fazer essa visita à fábrica da Circulo?

Para fazer a visita à fábrica da Círculo, você tem que mandar um e-mail para visitas.circulo@circulo.com.br. Eles normalmente fazem visitas em turmas, então se tiver alguma turma visitando eles podem encaixar a sua visita, pra ter todas as informações é só mandar um e-mail pra eles. (informação da Susan da Amigloo que vende acessórios para Amigurumi)

Me diga, você também está mais apaixonada pela Círculo? Deixe seu comentário aqui. E me encontra nesses lugares

Curte nossa página: @Clube de crochê
Participa do nosso grupo: @crocheteiras do bem
Instagram, nos acompanhe lá: @crisprata68
Quer me ajudar a manter o grupo, a página e o canal no Youtube?
Compre seu material online no Bazar Horizonte https://goo.gl/3nP1Bj
Se inscreve lá no canal do Youtube: http://bit.ly/youtubechacomigo
Para me ajudar a continuar doando meu tempo para ensinar crochê, você pode comprar seu material no Bazar Horizonte:
Que tal ver esses itens no Bazar Horizonte?
Essa não é uma matéria paga.

4 comentários:

  1. como faco pra ir na fabrica da circulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Fiz um complemento no artigo, no final coloquei a forma de contato com eles! Obrigada por vir aqui!

      Excluir
  2. Foi tudo muito e legal instrutivo, valeu a pena essa visita e fazer a viagem do seu lado. O artigo ficou show, parabens Cris!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! Eu não poderia ter melhor companhia!!

      Excluir

Ficou com alguma dúvida? Quer dar uma dica? Deixe seu comentário aqui, vamos adorar!

Que tal ver esses itens no Bazar Horizonte?